As Cartas do Inconsciente: Os Sonhos Na Psicologia Junguiana

As Cartas do Inconsciente: Os Sonhos Na Psicologia Junguiana

2147
Compartilhe

“Os sonhos são as manifestações não falsificadas da atividade criativa inconsciente.” Carl Jung

Talvez em algum momento, assim como eu, você tenha se perguntado se de fato os sonhos possuem alguma significância real para a nossa existência: O que eles são? Qual a sua linguagem? De que natureza eles surgem? São indagações que fomentam esse universo que em sua maioria possuímos dificuldade em apreender.

Existe algum estudo ou técnica que possibilite a compreensão dos sonhos? É sempre um grande questionamento, que pode ser entendido a luz da Psicologia Junguiana, proposta por Carl Gustav Jung.

 “O sonho é coisa viva. Não é de modo algum coisa morta que soe como papel seco machucado. É uma situação existente, é como um animal com antenas ou com numerosos cordões umbilicais.” Eis algumas definições que Jung dá aos sonhos.” (Silveira, Nise da. Jung- vida e obra, pg.91)

Fonte: Todateen

A partir disso como podemos começar nesse assunto?

Cartas do inconsciente. Pense nos sonhos, antes de qualquer colocação, como cartas que nosso inconsciente se ocupa em escrever, para nos comunicar o que de fato precisamos saber a respeito de nossa situação psíquica, no dado momento em que os mesmos ocorrem, podendo ser infinitamente ligados as questões do nosso passado como do futuro.

“Os sonhos podem ser feitos de verdades inelutáveis, de sentenças filosóficas, de ilusões, de fantasias desordenadas, de recordações, projetos, antecipações, seja mesmo de visões telepáticas, de experiências íntimas irracionais, e de não sei mais o que ainda.” (Silveira, Nise da. Jung – vida e obra, pg.91)

Sendo o inconsciente de caráter atemporal, ou seja, aquele que não segue o domínio do tempo, ao nos enviar mensagens por meio dos sonhos faz se utilizar de inúmeros contextos: desde momentos de nossa infância a imagens e vivências nunca vistas e vividas por nós que aguçam nossa curiosidade e nos despertam para um olhar profundo de nossa vida interna.

Como toda carta, que possui escrita e linguagem de seu remetente, os sonhos possuem a linguagem simbólica que emprega os mais variados símbolos para expressar o que quer, não se restrigindo a máscaras ou a disfarces em sua comunicação.

“O sonho é aquilo que ele é, inteiramente e unicamente aquilo que é; não é uma fachada, não é algo pré-arranjado, um disfarce qualquer, mas uma construção completamente realizada”. (Silveira, Nise da. Jung- vida e obra, pg.91 )

Tratando-se do inconsciente como uma forma autêntica da natureza, os sonhos produtos do mesmo, possuem as caraterísticas de algo genuinamente natural sendo parte de toda a humanidade e presente como alvo de curiosidade desde os tempos mais remotos da história. Podendo ser caracterizados como pontes importantes da nossa dialética inconsciente e consciente, a qual promove a nossa maior integralidade.

Fonte: psicologacuritiba.net

O que eu espero da minha vida? Estou no caminho certo? Devo colocar um fim nisso? Questões assim, quando observadas à luz dos sonhos, poderão ser de fato entendidas a aqueles que se dispõem com emoção e busca verdadeira penetrar no mais profundo dessas incertezas.

Saber o valor dos sonhos é se empreitar pelo começo de sabermos quem somos como somos e porque de fato somos, e descobrir uma aventura constante dentro si.

Não é uma tarefa fácil, mas estar aberto à leitura dessas cartas é o grande começo de todo esse caminho que trará recompensas e ganhos inestimáveis a nossa personalidade.

Por fim: Que você possa olhar para o universo onírico de outra forma e que em todas as maneiras de expressão do seu inconsciente você adquira um sentido a mais em sua vida, lembrando – se sempre: É permitido sonhar!

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

JUNG, Carl G. O homem e seus símbolos. ed. Nova fronteira.2008.pg.447

SILVEIRA, Nise da. Jung vida e obra.ed. Paz e Terra.1981.pg.180

STEIN, Murray. O Mapa da Alma- Uma Introdução.ed. Brasil: Cultrix. 2000. pg. 216

Views All Time
Views All Time
1075
Views Today
Views Today
2

Comentários

comments