Ideias que Mudaram Nossa Forma de Pensar: Psicologia das Massas

Ideias que Mudaram Nossa Forma de Pensar: Psicologia das Massas

637
Compartilhe

Le Bon (1841-1931) em sua obra A Psicologia das Multidões (1895) remontou as mais diversas teorias que caminhavam a uma compreensão sobre como as pessoas agiam quando estavam amparadas em um grupo, quando pertenciam a uma comunidade, dando 

O autor desenvolveu três elementos primários do comportamento das multidões:

  1. Uma unidade de identificação coletiva portadora da sensação de poder ilimitado;
  2. Criação, com base nessa unidade, da sensibilidade a apelos emocionais;
  3. Queda da inteligência coletiva da multidão ao nível do mínimo denominador comum.

As multidões são presas fáceis de alucinações coletivas, ou seja, a partir de sugestões originadas por indivíduos nelas presentes, são irrefletidas e contagiosamente adotadas por todos.

Alguns autores contestam a teoria proposta por Le Bon. Thompson (1924-1993) propõe estudos sobre o comportamento das multidões, levando a considerar que estes são basicamente focados em seus contextos sociais e demandas. Já Rude (1910-1993) concentrou seus trabalhos na composição destas massas.

Ambos os autores trouxeram a ideia de que a massa é irracional e que muitas vezes, são compostas por pessoas relativamente bem situadas em seu meio, que reagem a ameaças específicas às suas comunidades e acabam conduzindo esta massa para uma forma de defesa.

 Bibliografia

1001 Ideias que mudaram nossa forma de pensar. Roberto Arp. Editora Sextante. 2015.

Views All Time
Views All Time
776
Views Today
Views Today
1

Comentários

comments