Como você tem lidado com seus sentimentos?

Como você tem lidado com seus sentimentos?

591
Compartilhe

Com a correria e o imediatismo atual, as pessoas acabam agindo e reagindo sem pensar, de acordo com o que vem de fora (a elas impostas pela sociedade). Elas estão reagindo a outras pessoas e não conforme elas são, conforme sua essência. Sabe aquela frase: “eu te trato como você me trata” é preciso repensá-la, poderíamos transforma-la ema “eu te trato de acordo com os meus valores e de acordo com a minha essência, independente do seu caráter”.

Isso acontece com bons sentimentos também, muita gente sente medo de se expressar, vergonha de demonstrar amor, carinho e começa a pensar em como deveria se comportar ao invés de deixar fluir todo e qualquer sentimento que tenha.  

Se você ama demais e demonstra demais esse amor, e por isso acredita que está sozinho, fingir que você não é assim, não resolverá nada. É preciso saber qual é seu comportamento natural e espontâneo para poder julgar se é um comportamento equilibrado ou não, e entender o motivo que te faz agir assim. Amar demais pode ser um sintoma de um Transtorno Mental, por exemplo, por isso é importante conhecer e entender seus sentimentos antes de tentar se adaptar ao que julga correto.

Podemos mudar hábitos, mas primeiro precisamos entender porque agimos assim e porque queremos agir diferente. Um hábito só pode ser mudado quando há um grande propósito que ajudará a pessoa a querer mudar.

É preciso conhecer seus sentimentos, descobrir qual a razão deles existirem. Porque você é assim, porque sente isso? Muitas vezes nossos medos precisam de atenção para nos mostrar algum aspecto sobre nós mesmos que está tão escondido que não conseguimos perceber.

O que está acontecendo com muitas pessoas hoje em dia é que muitos sentimentos estão aflorando e nós não queremos dar atenção a eles, preferimos ignorá-los ou até tomar remédios para sentir menos.  

Torna-se mais fácil tomar um remédio para a dor de cabeça passar, do que buscar o motivo real de sentir dores de cabeça.  É mais fácil tomar um remédio para dormir, do que descobrir o motivo da falta de sono.

Isso não desqualifica, em nenhum momento, o tratamento medicamentoso, que é importante em diversos casos, apenas nos faz pensar no uso consciente dele.

Sentir é importante porque traz humanidade. Tudo o que sentimos é importante, seja medo, raiva, tristeza, mágoa ou culpa, desejo, fome, dor ou amor, tudo é relevante. Se estamos sentindo é porque precisamos sentir para perceber algo importante que está acontecendo.

Views All Time
Views All Time
3126
Views Today
Views Today
19

Comentários

comments