Como lidar com os filhos durante as férias?!

Como lidar com os filhos durante as férias?!

72
Compartilhe

Final de ano, sol, calor, praia, férias? Não para alguns pais. Enquanto as crianças se divertem em casa, essa época de férias escolares pode ser o momento que muitos pais trabalham o dobro. Cuidar das crianças pode não ser tão fácil, mas nós vamos te ensinar alguns truques infalíveis que tornarão essa tarefa mais simples e divertida.

Crianças adoram se sentir importante e fazer parte de alguma coisa. Criança entediada é um problema e o tédio é prejudicial para o desenvolvimento cognitivo.   

Crianças são como adultos, só que mais espontâneas, fantasiosas e imaturas. Elas sentem medo, ansiedade, vergonha, não se conhecem muito bem, por isso muitas vezes não sabem o que querem, são agitadas e curiosas. Elas querem e precisam sentir segurança nos pais, por isso os limites são tão importantes.

Na maioria das vezes conseguimos controlar uma crise infantil com perguntas, isso faz com que a criança pare de pensar no que estava pensando e raciocine para responder.

Quando a criança fizer aquele show que faz os pais passarem vergonha, ela obviamente está com um problema que não consegue resolver, sente uma mistura de frustração com raiva e medo. Então o adulto deve parar tudo que estiver fazendo e perguntar para a criança: “esse problema é pequeno, médio ou grande?” Ensine-a sobre os problemas da vida, que eles podem ser fáceis de resolver ou difíceis e que você a ajudará.

Fonte: Folha de Campinas

Depois faça um exercício para controlar a ansiedade da criança, diga a ela: “vamos imaginar que estamos enchendo uma bexiga enorme, vamos inspirar pelo nariz e soltar pela boca bem devagar.” A respiração acalma adultos e crianças. E também ajudará se você disser: “agora vamos deixar seu problema aqui em cima da mesa até que… e depois continuamos a resolvê-lo”. Crianças são muito imaginativas, isso dará certo.

Outra dica para esse momento é ouvir o problema da criança e perguntar: “porque você pensa assim?” Ajude-a a responder e elaborar o que está sentindo.

Se a criança estiver ansiosa por algo que irá acontecer pergunte para ela: “o que acontecerá depois disso?” Peça para ela repetir várias vezes: “eu posso fazer isso, eu consigo fazer isso, vai dar tudo certo” com várias entonações de voz e até mesmo cantando, isso tornará a situação mais leve. Depois você pode dizer: “eu amo você e juntos nós formamos uma equipe incrível”.

Também ajuda a dividir o problema em pequenas partes: “com o que precisamos nos preocupar primeiro? Com o que eu posso te ajudar?”

Fonte: pexels.com

Se a criança estiver com medo, pergunte do que, peça para ela desenhar, para ela falar sobre seu medo. Falar sobre o medo transforma-o em algo concreto e isso ajuda a eliminar a ansiedade.  Pergunte a ela: “me diga a pior coisa que pode acontecer” e então fale como vocês podem resolver o pior caso. Também ajuda quando você pergunta: “se o seu medo tivesse uma cor, qual seria?”

Para distrair uma criança rapidamente, a melhor coisa é começar a contar, vocês podem contar objetos, pássaros, placas, pessoas…

Se você estiver ocupado e a criança quiser sua atenção, de a ela um relógio e diga “quero que você me explique isso daqui a dois (três, quatro…) minutos.” 

Se a criança começar a gritar, abrace-a com força por um minuto ou mais, e fale que só irá soltar depois que ela se acalmar, “enquanto isso vamos fechar os olhos e imaginar uma coisa bem legal, um elefante cor de rosa usando saia e dançando”. O contato físico fará com que a criança se sinta segura e que há um limite.

Peça ajuda dela nas tarefas que ela consegue fazer, diga que todos na casa devem participar da limpeza, do cuidado com os animais, da arrumação… inclua-a em assuntos que ela pode participar, pergunte sua opinião, faça com que ela se sinta importante, assim ela terá uma autoestima mais elevada sem se sentir o centro do universo.

Views All Time
Views All Time
317
Views Today
Views Today
1

Comentários

comments