A PRIMEIRA IMPRESSÃO É MESMO A QUE FICA?

A PRIMEIRA IMPRESSÃO É MESMO A QUE FICA?

1338
Compartilhe

Duas mulheres conversando na porta de uma loja:

– Você viu aquele vendedor? Tão simpático!

– Eu vi.

– Nossa, é a segunda vez que venho aqui comprar nessa loja e ele é ótimo. Sempre conversa com a gente, dá opinião sobre as coisas que falamos. Desde o primeiro momento gostei dele!

– Entendi.

Desconfiada, a mulher pergunta:

– Você não concorda comigo?!

– Na verdade, não. Desde a primeira vez que vim aqui, não gostei dele. E, além disso, ele sempre dá opiniões que não concordo.

Um diálogo fictício, mas que demonstra uma verdade científica: a primeira impressão conta, e muito.

The-Halo_Wonderful

A psicologia social define isso como Efeito Halo. Ele é um fenômeno psicológico que interfere em um julgamento correto dos fatos que vivenciamos no quotidiano. Descoberto em 1920 pelo psicólogo estadunidense, Edward Thorndike, o efeito halo fala a respeito de como temos uma primeira impressão do indivíduo como a usamos para criar uma impressão global dessa pessoa.

Quando achamos uma pessoa agradável, temos a tendência a resumi-la com base nessa impressão que criamos, e procuramos outros motivos para corroborar essa nossa primeira impressão. Assim, tudo que a pessoa diz ou faz temos a tendência a interpretar como também agradável, suprimindo, inclusive, aquilo que vá contra essa percepção nossa; que possa redefinir essa avaliação que temos do sujeito.

Thorndike percebeu as consequências do efeito halo durante seu trabalho com soldados estadunidenses vindos da Primeira Grande Guerra e em como os comandantes do exército avaliavam as aptidões de seus soldados. O que ele descobriu foi que havia uma relação significativa entre a aparência física e a avaliação que os comandantes davam com relação às aptidões dos soldados. Se o soldado X fosse mais bonito, o comandante o classificava como o mais rápido, ou o que atiraria melhor, por exemplo.

O efeito halo constitui-se em um erro de percepção e tem implicações em nossas relações sociais, tanto na sociedade em geral como no ambiente de trabalho.

Pense em quantas vezes não aceitamos a ideia de um estranho, apesar da ideia não soar tão boa, pois essa pessoa nos causou uma boa impressão? Ou em como consideramos a pessoa confiável ou não somente pela roupa que ela veste ou a forma como fala?


02

Fonte: BC Jobs

No mundo dos negócios e do marketing, os profissionais dessa área estão bastante cientes desse fenômeno psicológico e fazem uso dele constantemente. Isso pode ser observado na escolha da celebridade que irá participar do comercial de um novo produto. Cientes de que iremos associar a imagem da celebridade (que já tem uma imagem positiva e confiável) como forma de induzir o consumidor a também confiar nessa “escolha” dela ao comprar o produto que está sendo apresentado.

No mercado de trabalho esse fenômeno também tem seu papel. Em uma entrevista de emprego os candidatos têm pouco tempo para demonstrarem que são qualificados para a vaga que estão pleiteando preencher na organização/empresa.

Nossa psique busca no outro alguma característica que nos pareça familiar, afim de podermos ter mais segurança se essa nova pessoa que se apresenta diante de nós é confiável ou não; é importante para ela que estejamos seguros e se o outro não representa uma ameaça. Nesse sentido, o efeito halo pode ter justamente o efeito contrário com relação à segurança: nem sempre quem parece confiável, de fato o é.

1ª

Fonte: 94 FM

Apesar de tudo isso, seria possível mudar a impressão que temos a respeito do outro? Sim, é possível. Porém, quando uma primeira impressão negativa se instala, é preciso esforço – das duas partes – para que o efeito seja mudado. Caso contrário, esse efeito se torna mais permanente. Nesse sentido, é importante sempre buscarmos conhecer melhor a pessoa, buscar ter uma segunda impressão, para que não sejamos enganados por esse erro de percepção. Somente assim poderemos definir qual o nível de aproximação e relação desejamos construir com essa nova pessoa que se apresenta diante de nós.

Views All Time
Views All Time
722
Views Today
Views Today
1

Comentários

comments